autorretrato 40

2020

emulsão de polimero e gesso acrílico em placas de papelão.

políptico - 21 x 15 x 3 cm (cada)

Neste trabalho, proponho uma reflexão sobre o “não lugar” do mestiço afrodescendente em busca ao “auto-reconhecimento identitário”.

Uso papelão sobreposto por camadas de emulsão de polímero e gesso acrílico brancos, deixando a materialidade bem acentuada nos rastros de repetição da ação de cobrir e de descamar.    

Coleção pública da Fundação Bienal de Arte de Cerveira